os vídeos incríveis da rainha isabel II como mecânica de automóveis durante a guerra - À Volta das Panelas!

os vídeos incríveis da rainha isabel II como mecânica de automóveis durante a guerra

ccafbd8b-71bc-4f57-9bab-980d9f5b5a7c.jpeg

Em 1952, durante uma visita ao Quénia, o carro da Rainha Isabel II pára com uma avaria. A Rainha espera que a sua comitiva arranje o motor, mas sem sucesso. Depois de esperar, perde a paciência, sai do carro, aproxima-se do motor e explica como arranjá-lo. Perante a surpresa da comitiva, desabafa: "Não tem problema, fui mecânica durante a guerra".

159711d6-4fe0-44f1-9b18-aca46eba4851.jpeg

A cena do primeiro episódio da série The Crown, da Netflix, não é propaganda, é mesmo uma história verídica. A Rainha Isabel II quis alistar-se no exército britânico, em 1945, e existem alguns vídeos raros que comprovam isso mesmo: uns mostram a então princesa ao voltante de um camião, outros mostram-na a arranjar um motor e outros ainda Isabel II a trocar um pneu de camião desaparafusando uma porca à mão.

Estes filmes antigos estão reunidos no fabuloso arquivo British Pathé e ajudam a contar a história de como Isabel II foi uma militar, "sem direito a privilégios", durante uma parte da II Guerra Mundial. E contra a vontade do seu pai, o Rei Jorge VI.

Um artigo da revista Life, do início de 1945, adiantava que o Rei tinha decidido, depois de se consultar com os seus conselheiros, que "o treino da filha como princesa se sobrepunha às necessidades crescentes do país de mão de obra e que Betts não deveria juntar-se ao corpo feminino do Exército nem ir trabalhar para uma fábrica".

O recrutamento de mulheres solteiras, entre os 20 e os 30 anos, tinha sido imposto em 1941 e alargado uns anos mais tarde quando as necessidades de pessoal aumentaram. Em 1945, as mulheres recrutadas podiam escolher entre alistar-se no Exército ou trabalhar numa fábrica. Mas Jorge VI abriu uma excepção para a filha. No entanto, não durou muito.

20220909-135249634-7502.webp

Isabel II insistiu em alistar-se no Exército e conseguiu fazê-lo em Fevereiro de 1945, com apenas 18 anos, no Serviço Auxiliar Territorial, composto por cerca de 200 mil mulheres que se encarregavam de fazer trabalhos militares em território britânico, libertando assim os homens para a frente de combate.

A então princesa frequentou um curso de condução e de manutenção de camiões para se tornar motorista e mecânica de pesados. Foi a primeira mulher da Família Real Britânica a entrar para o Exército, o que lhe valeu uma nova alcunha dada pela imprensa: a Princesa Auto-Mecânica.

1ab1280ffc443a2046e4308f3722cba5.jpeg

Durante o seu período de treino no Exército, a princesa trabalhou durante sete horas diárias, mas não ficou a dormir nas camaratas. Todas as noites, voltava para o Castelo de Windsor, para onde foi viver em .

Depois de cinco meses de recuta, foi admitida no Exército como Comandante Júnior honorária. Acabou  por não dar grande uso ao seu posto, já que a 8 de Maio de 1945 a rendição alemã acabou com a guerra. No entanto, ficamos com o vídeo da futura Rainha a trocar um pneu de um camião. Sem luvas, claro.

 

Uma óptima carreira militar para si onde quer que os pneus furados estejam,

Ele

 

imagens: d.r.

Powered by Blogger.