o restaurante onde um robalo para duas pessoas custa 83 euros - À Volta das Panelas!

o restaurante onde um robalo para duas pessoas custa 83 euros

Não, não tinha 3 kg. Era um robalo com cerca de um quilo que veio para a mesa em forma de dois singelos lombos, cada um dos quais facilmente acomodável dentro de um prato de tamanho normal.

Nem sequer ouso questionar como é que um peixe com 1,1 kg se reduz a dois simples lombos. Não vi o peso na balança, mas tendo a confiar por princípio na honestidade inata do ser humano. No entanto, temos de reconhecer que 83 euros e 60 cêntimos por um robalo para duas pessoas está quase ao nível da célebre "mista de peixe" a 140 euros do restaurante do Rossio.

17.jpeg

Especialmente quando, em muitos bons restaurantes de peixe um quilo de robalo selvagem é vendido entre 40 e 50 euros e quando na maioria dos supermercados um robalo de mar custa perto de 27 euros por quilo. 

Eu sei que o Monte Mar, em Cascais, não é um restaurante qualquer, eu sei que o restaurante Sal, na Comporta, cobra 85 euros por um quilo de robalo, mas convenhamos que cobrar o triplo do custo de um peixe na peixaria torna o Monte Mar quase no Sérgio Figueiredo da restauração. Mesmo que estejamos a falar de um restaurante com uma esplanada em frente ao mar. Ou especialmente quando estamos a falar de um restaurante com uma esplanada em frente ao mar...

02.jpeg

O serviço 

Quando liguei para o Monte Mar, em Cascais, para marcar uma mesa para duas pessoas, pedi especialmente para ser uma mesa na esplanada. 

– Vou deixar essa indicação.

Ao chegar, encaminharam-me para o interior do restaurante.

– Mas eu pedi uma mesa na esplanada...

– Infelizmente, já está tudo reservado na esplanada.

Olhei à volta e estavam apenas três mesas ocupadas. Duvidei, questionei, mas resignei. Afinal, apesar de já serem 21h e de o restaurante fechar apenas duas horas depois, podíamos sempre estar prestes a assistir a uma súbita invasão de clientes ávidos por uma esplanada. Sentei-me obedientemente no interior, pedi o meu robalo grelhado para duas pessoas e aguardei.

Às 23h, tinham sido ocupadas apenas duas outras mesas. Mais de metade da esplanada continuava vazia. Quando saí do restaurante, a esplanada continuava tão abandonada como o deserto de Gobi. 

14.jpeg

O ambiente 

Foi pena porque a localização da esplanada do Monte Mar é uma das principais qualidades do restaurante. Situada mesmo de frente para o mar, um dos lados da esplanada está especialmente bem protegido do temível vento do Guincho. O interior é sóbrio e espaçoso, mas bastante menos interessante. 

09.jpeg

A ementa 

Iluminado por uma súbita precaução financeira, resolvi não pedir entradas. Limitei-me a uma imperial (€5), o couvert (pão e manteiga por €3,50 por pessoa) e um pratinho de presunto agradável (€15).

A seguir veio o peixe. Não cheguei a ver o peixe inteiro, porque o prepararam logo ao lado da mesa, sem eu ter reparado. Se tivesse podido escolher, preferia ter sido eu a preparar o peixe e não desperdiçar toda a deliciosa zona da cabeça e dos restos junto às espinhas laterais. 

O que veio para a mesa foram dois lombos limpos e arranjados. Estavam saborosos e bem grelhados, mas preferia ter rapado todas aquelas partes que a minha querida Mulher Mistério despreza. A acompanhar, veio um bom feijão verde cortado fininho, batata cozida e brócolos.

Para acabar o jantar, ainda pedi uma bola de gelado de avelã do Santini (€4,50). Conta final: €124. Mais o vinho, claro.

 

O bom 

A vista da esplanada

O mau 

Não nos terem sentado na esplanada

O péssimo 

O preço do robalo

 

Um óptimo jantar para si onde quer que o meu dinheiro esteja,

Ele

 

fotos: monte mar

 

Nota: Todas as despesas das visitas efetuadas pelo Casal Mistério a restaurantes, bares e hotéis são 100% suportadas pelo próprio Casal Mistério. Só assim é possível fazer uma crítica absolutamente isenta e imparcial. 
_____________________________

Monte Mar

Av. Nossa Sra. Rosario, 2750-180 Guincho

De 3ª a domingo, das 12h às 23h

T: 916 025 305

Powered by Blogger.