o novo hotel de charme que nasceu dentro de um palácio na lousã

DSC0492-HDR.jpg

Uma das poucas vantagens desta maldita pandemia (talvez a única mesmo) foi a descoberta de locais maravilhosos no nosso país. Foi claramente o ano em que o meu Instagram se encheu de fotografias de quedas de água, lagos, praias fluviais, barragens e praias secretas, tudo nacional e em bom. A verdade é que Portugal é lindo e tem uma imensidão de sítios por explorar.

26233597_10155708045141293_8737892752212060889_o.j

 

É o caso da Serra da Lousã. Acredito que para os exploradores da Natureza e das caminhadas seja um destino incontornável, mas eu, urbano depressiva me confesso, só estive aqui de passagem. E é um crime. Porque além da serra nos proporcionar programas incríveis como a observação de veados e javalis no seu habitat natural, podemos fazer percursos a pé ou de bicicleta que nos levam a rios e quedas de água de sonho. Já para não falar das Aldeias de Xisto, ali tão perto.

quarto_superior_1.jpg

Ainda, por cima, agora temos um boutique hotel novo para ficar. No coração do centro histórico da vila localiza-se o Palácio da Lousã, recentemente recuperado pelo fundo de investimento DHM, responsável pela revitalização de hotéis como o Praia Verde Boutique Hotel, o Vila Monte, o Furnas Boutique Hotel e o Douro 41, entre outros.

sala_tv_3.jpg

PL_exteriores005.jpg

O Discovery tem um enorme talento para recuperar hotéis e no Palácio da Lousã não foi exceção. Conseguiu manter os traços arquitetónicos do edifício principal, que persistem desde os séculos XVIII e XIX, ao mesmo tempo que criou toda uma ala nova e moderna.

PL_suite_palacio_superior003.jpg

O hotel tem hoje 46 quartos distribuídos pelo Palácio e pela Nova Ala, com um estilo clássico e contemporâneo, respetivamente. Ao todo, são 36 quartos standard, 6 superiores e 4 suites. Com uma enorme piscina exterior e inúmeros recantos no jardim, é o sítio ideal para passar um fim de semana, nesta altura em que o tempo ainda convida a um mergulho.

PL_pool033.jpg

O Palácio da Lousã Boutique Hotel tem ainda dois restaurantes: no restaurante A Viscondessa, onde o Duque de Wellington e o General Ney estiveram durante as invasões francesas, vai sentir-se a viajar no tempo. Com um ambiente histórico e mais requintado, os tetos ornamentados e as madeiras trabalhadas, tem aqui uma carta com os sabores típicos da região.

aterra_2.jpg

Depois tem também o famoso À Terra, o restaurante comum a todos os hotéis do grupo. Nós somos completamente fãs do conceito: com uma carta simples com produtos frescos e locais, os pratos são deliciosos, modernos e reconfortantes. Sobretudo os que são cozinhados no forno a lenha ou até mesmo na própria lareira.

aterra_1.jpg

O restaurante tem um ambiente muito giro, despretensioso e uma carta original adaptada a cada região. No Palácio da Lousã, tem várias hipóteses à escolha: à mesa, ao balcão ou no jardim de Inverno, com vista para a Serra, é só sentar-se e deliciar-se. Que maravilha!

aterra_jardin_inverno.jpg

Além da piscina, tem salas de jogos e parque infantil, o típico lobby market que encontra em vários hotéis do grupo e toda uma serra para explorar. O Palácio da Lousã tem vários programas para propor aos hóspedes mais aventureiros: tours e percursos (pedestres ou BTT) pela Serra da Lousã, geocaching, escalada, observação de vida animal, piqueniques e visitas às Aldeias do Xisto. Já para não falar do Castelo da Lousã e das inúmeras cascatas, passadiços e praias fluviais por descobrir na região.

FXT35083.jpg

Preparado para um fim de semana de aventura, meu querido Marido Mistério?

 

Boa viagem para nós,

Ela

 

fotos: palácio da lousã

Powered by Blogger.