#fiqueemcasa dia 1: panquecas de aveia e canela com apenas 63 calorias

Ontem quando acordámos, às oito da manhã, vi a luz: o nosso filho mais velho já estava acordado. Renasceu dentro de mim a esperança secreta de um milagre. “Acordou mais cedo para estudar, que amor!”.

Tomei banho e, quando desci para tomar o pequeno-almoço com o meu querido Marido Mistério, o nosso universitário tinha se deslocado da cama para o sofá da sala:

- Vou só ver uma série antes de começar a estudar.

Respirei fundo, contive-me e não disse nada. OK. O dia mal tinha começado. Eu e o meu querido Marido Mistério decidimos que iriamos começar a trabalhar em casa por volta das 9h00. Faríamos um intervalo para almoçar com os miúdos e depois retomaríamos o trabalho, a seguir ao almoço até ao fim da tarde. Instruí os miúdos para se organizarem:

- Façam um horário. Por exemplo, de manhã estudam, à tarde veem filmes, séries ou estão no telemóvel.

- OK, amanhã faço isso.

Segundo revirar de olhos. Não vai ser fácil. Quando não estou em casa não sou testemunha ocular do que eles não estudam. Enfim, vou ter de redobrar a minha infinita paciência.

Enquanto trabalhávamos, ao computador, e com auriculares nos ouvidos, os miúdos foram acordando, fizeram o pequeno-almoço e foram tomando banho.

pancakes-61.jpg

 

Ao almoço, não se falou de outro tema. Coronavírus é provavelmente a palavra mais pronunciada nos últimos dias, em todas as casas. Aproveitamos sempre as refeições para falar abertamente do assunto, tentando que os miúdos percebam que ao ficarem em casa e ao não insistirem para ir ter com os amigos podem estar a salvar vidas. Porque é disso que se trata: salvar vidas. E, sem sermos alarmistas, tentamos que eles entendam que isto é só o início. Infelizmente, estes números vão aumentar e muito. Para ter uma noção, em 24 horas descobri que conhecia pelo menos 10 pessoas infetadas com o coronavírus. Felizmente, por enquanto, nenhum está em estado grave.

A tarde decorreu de forma tranquila: o nosso filho com vocação para chef fez um bolo de chocolate, os outros ajudaram e devoraram-no com a mesma rapidez com que o fizeram, e o mais velho lá se enfiou no quarto a estudar. Espero eu.

MV5BNmI3YTJkZWEtYWQ3My00MTI3LThjNjQtMGI5NzFjMjhkZm

À noite, chegámos a um fácil consenso para vermos uma série em família: Brooklyn Nine-Nine, uma série cómica, que pode ver aqui, sobre o dia a dia de uma esquadra de Nova Iorque. Fique com este aperitivo hilariante:

É tudo o que precisamos nesta altura: de rir. Todos juntos. Com saúde. 

Hoje, o meu querido Marido Mistério foi o primeiro a acordar e, claro, enquanto se atualizava no Ipad com os últimos números e artigos sobre o Coronavírus, acordou-me. Emoji a revirar os olhos.

Lá me levantei, muito mais cedo do que era suposto a um sábado de manhã e, ao terceiro dia de isolamento voluntário, decidi que o nosso pequeno-almoço seria o costume. As tradições são para se manter, mesmo em tempos de crise. Sobretudo se as tradições forem deliciosas como esta receita de panquecas de aveia e canela com farinha integral que descobri no blog Pinch of Yum. Para quem não sabe ou está a ler o nosso blog pela primeira vez (jura? Não acredito!), sábado é o Dia da Panqueca na Mansão Mistério. É quase um ritual, uma religião. E, de preferência, saudáveis como estas, que têm apenas 63 calorias cada.

Para fazer esta maravilha, o meu querido Marido Mistério precisa de leite, queijo cottage, 2 ovos e 2 claras de ovo, farinha integral, flocos de aveia, bicarbonato de sódio, canela e extrato de baunilha. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 12 panquecas, espreite aqui a receita original.

Coloque todos os ingredientes num liquidificador e misture bem durante 30 segundos até obter uma massa com uma textura de creme macio. 

Entretanto, pré-aqueça uma frigideira antiaderente em lume médio alto. Coloque um pouco da massa das panquecas no centro da frigideira e agite até formar uma panqueca. Deixe cozinhar durante cerca de 3 minutos ou até começar a borbulhar no topo. Vire a panqueca ao contrário com a ajuda de uma espátula e deixe cozinhar durante mais 1 a 2 minutos. Transfira para um prato. Repita o processo até acabar a massa.

Sirva as panquecas com frutos vermelhos, manteiga de amêndoa, sementes de chia ou xarope de ácer.

Depois de me deliciar sem culpas com esta maravilha saudável, vou fazer um horário para dividir tarefas domésticas. Vai ser bonito, vai.

 

Um ótimo fim de semana,

Ela

 

receita e foto: pinch of yum

 

Powered by Blogger.