Menino autista vai ser operado e mãe pede que lhe enviem corações para surpreendê-lo



Gustavo tem oito anos, é autista e vai ser operado dia 2 de dezembro
e é obcecado por corações. A mãe decidiu preparar-lhe uma surpresa para quando chegasse a casa, depois da cirurgia.

Para isso recorreu aos grupos de mães no Facebook, onde desabafou e revelou a paixão do menino por corações,
não dos virtuais, que se formam a partir do smartphone ou do computador, mas dos que se desenham e remetem por via postal. explicando de que forma pretende surpreendê-lo. Foram dezenas as mães que se prontificaram a ajudar esta mãe.


Leia o texto partilhado e saiba como fazer o Gustavo mais feliz:

«Tenho dois filhos maravilhosos, uma menina com um ano de idade e um menino com oito anos. O meu filho foi criado apenas por mim, desde o nascimento até aos cinco anos… É muito especial, como são todas as crianças. É autista com perturbação da linguagem e atraso global de desenvolvimento. É meigo, nada agressivo, é envergonhado, tímido, mas com personalidade forte. Não lhe perdoo castigos ou palmadas se os merecer.

Não sei se por não ter tido um pai presente ou uma figura masculina de relevo, é muito ligado à parte feminina, esteve sempre comigo: não tem muitos amigos (rapazes), não brinca com meninos (sei bem que não o querem na equipa de futebol e, ele mesmo, prefere dançar, por exemplo), mas tem amigas, todas com semelhantes características e todas muito queridas, pacientes e amorosas com ele. Tem uma melhor amiga que adora e é um sentimento recíproco.

O meu filho adora seis coisas na sua breve vida: a irmã, eu, a cãopanheira, a melhor amiga, agentes da PSP (a autoridade – diz que quer ser polícia um dia, só que mal ele sabe que nunca o poderá ser, não pelo autismo, mas porque tem uma fratura permanente do plexo braquial que não permite rotação do cotovelo, não consegue pôr o braço atrás das costas, entre outras coisas) e… CORAÇÕES! Pois é… o Gustavo é obcecado por corações!

O meu pedido é simples, mas requer algum trabalho: mães, poderiam pedir aos vossos filhos, filhas, sobrinhos, sobrinhas, amigos, amigas, que desenhassem corações (ou o que desejassem), numa folha e enviavam para o meu Gustavo através de uma carta? Pode ser o que quiserem, mas que tenha, pelo menos, um coração. Ele tem um quadro no quarto (daqueles de cortiça), com folhas onde desenha o que mais gosta: a irmã, eu, a melhor amiga e os seus corações.

No dia 2 de dezembro vai ser submetido a uma cirurgia. Não é novidade nenhuma para ele estar num hospital onde já passou 1/3 da vida, mas o ser “operado” é que vai ser penoso (ele ainda não sabe, não porque lhe quero esconder, mas, sim, porque sei que iria ficar muito nervoso, ansioso e tristíssimo) e, queria muito, que quando voltasse para casa, tivesse essa surpresa! Queria dar-lhe uma alegria diferente: muitos corações, todos para ele, uma vez que oferece sempre corações aos outros… numa folha de papel. Eu só não lhe envio centenas de cartas, porque iria arrombar o meu orçamento e não poderia acontecer, senão, acreditem, faria!» 


Se quiser surpreender o Gustavo, anote a morada:
Gustavo Matos
Rua Vieira Lusitano, n.º 4, 3.° esquerdo
Damaia de Cima
2720-539 Amadora
Powered by Blogger.