as receitas que os 16 melhores chefs cozinham em casa

30657314_10155737260058439_4468153601579024384_o.j

O que o José Avillez cozinha nos seus restaurantes já todos nós conhecemos. O grande segredo é o que ele cozinha em casa. Seja para o seu pequeno-almoço saudável, para a mulher, para os filhos ou para um grupo de amigos. E quando falo no José Avillez falo também no Kiko Martins, no Dieter Koshina, no Rui Paula e em muitos outros chefs de topo que trabalham em Portugal.

Neste nosso novo livro de receitas, não quisemos que os leitores conhecessem apenas as receitas com mais sucesso do blog. E por isso convidámos os 16 melhores chefs que trabalham em Portugal a partilharem connosco as suas receitas caseiras. Aquelas que não entram nas ementas dos restaurantes nem nos livros de cozinha – mas que deliciam a família e os amigos.

Ao longo de mais de 30 páginas do nosso novo livro, temos receitas para o pequeno-almoço, para o almoço, para o lanche ou para o jantar. Bolos, bolachas ou pratos principais. Sugestões light, vegetarianas ou para a engorda. Tudo num único livro.

3D-livro-As-99-melhores-receitas.png

Mas há mais. Amanhã à noite, às 21h, alguns destes chefs vão estar no lançamento online do nosso livro, nesta página de Facebook, para falarem um bocadinho mais sobre estas delícias que partilharam connosco. Vale a pena agarrar no seu computador, amanhã, dia 14, entre as 21h e as 22h, para ver o que eles têm para lhe dizer. E para nos fazer a nós todas as perguntas que lhe passem pela cabeça. Até pode perguntar qual é o nosso nome. Vamos ver qual será a resposta...

Até lá, veja só as delícias que os chefs prepararam para si neste verdadeiro candidato ao Prémio Nobel da Gulodice.

 

12191072_728122130654519_7637657708240657309_n.jpg

Alexandre Silva, que ganhou uma estrela Michelin com o restaurante Loco, em Lisboa, publica uma divinal receita de barriga de atum, com um delicioso molho aromático de lima, alho e coentros, que costuma fazer em casa para toda a família.

Dieter Koschina foi o primeiro chef a ganhar duas estrelas Michelin, em Portugal, com o seu emblemático Vila Joya, no Algarve. Para este novo livro do Casal Mistério, deu uma receita de um fabuloso bolo de natas e limão da sua infância.

Diogo Noronha preferiu partilhar a receita do seu pequeno-almoço favorito: umas torradas de pão de cereais com paté de cogumelos e um smoothie de banana com iogurte de caju e muesli para acompanhar. Acha muito? Pois, fique sabendo que o chef do restaurante Pesca, em Lisboa, ainda costuma acrescentar umas pêras cozidas com calda ao seu pequeno-almoço. E nós damos a receita disto tudo, claro!

800x400_2_big.jpg

Henrique Sá Pessoa é um dos três únicos chefs portugueses com duas estrelas Michelin e neste nosso livro publicou a sua receita de ovos no forno com espinafres e tomate seco que costuma preparar com a filha para o brunch em casa.

Joachim Koerper escolheu antes uma receita para o jantar. O chef do restaurante Eleven, em Lisboa, e a mulher adoram almôndegas com beterraba e molho de alcaparras, e chegam a comê-las mais do que uma vez por semana, em casa. Sempre que vai à Alemanha, para visitar os irmãos, o chef Michelin faz questão de preparar este prato que lhe relembra a infância.

João Cura também adora almôndegas. Mas, em vez de as acompanhar com beterraba, gosta de prepará-las com chocos. Acha estranho? Então tem de provar esta receita que o chef do Almeja, no Porto, aprendeu a fazer com a madrinha do irmão, em Barcelona. É de cair para o lado!

75250904_10157054078178439_4721201718765813760_o.j

José Avillez publica, no nosso livro, aquela que entrou directamente para o top das receitas preferidas da minha querida Mulher Mistério. Em casa do chef do Belcanto, esta tortilha de espargos e presunto com queijo parmesão também faz um sucesso entre a mulher e os filhos. E porquê? Porque não leva batata. Oiça as explicações de José Avillez sobre esta receita amanhã, às 21h, no lançamento online do nosso livro, nesta página do Facebook.

O que lhe apetecia mesmo era uma receita fácil para o lanche? A chef Justa Nobre, do restaurante Nobre, em Lisboa, tratou disso no nosso livro: deu uma facílima e irresistível receita das bolachas de linhaça que costuma fazer em casa com os netos. 

Em casa do chef Kiko Martins, é mais difícil agradar a todos à mesa: os filhos adoram carne, mas a mulher "anda numa onda vegetariana". No entanto, o chef do Talho e da Cevicheria, em Lisboa, encontrou uma óptima solução de compromisso: uma fantástica picanha ao sal acompanhada com uma riquíssima salada de bulgur, tomate seco e pepino. Os miúdos atacam a picanha, a mulher delicia-se com a salada de bulgur.

21164366_uzsPH.jpeg

Os pesadelos na cozinha de Ljubomir Stanisic são só na televisão. Em casa do chef do 100 Maneiras, em Lisboa, parece tudo um paraíso na cozinha. Pelo menos, a avaliar pelo fantástico papardelle com cogumelos e parmesão que partilhou no nosso livro e que costuma fazer para os filhos. Costuma fazer é como quem diz porque Ljubomir garante que, em sua casa, as crianças também põem a mão na massa.

Costuma ficar desesperada quando os seus filhos aparecem em casa com amigos inesperados para jantar? Luís Américo não tanto. O chef do Cruel, no Porto, costuma resolver essas situações de emergência com uma das receitas preferidas das crianças: umas criativas quesadillas de salsichas com batata doce facílimas de fazer.

O chef portuense Miguel Castro e Silva preferiu partilhar no nosso livro uma das receitas mais fáceis que pode fazer. Chama-lhe Massa Sábado porque era o prato preferido dos seus filhos ao fim-de-semana. Mas trata-se de um macarrão com tomate e bacon que só suja uma panela. E tudo o que suja pouco alegra muito.

68366756_1452175591588754_156670962324996096_o.jpg

Miguel Rocha Vieira optou por dar a receita de uma das minhas sopas preferidas: o andaluz salmorejo. Trata-se uma aveludada sopa fria de tomate e pão facílima de fazer. Vai ver que, depois de provar esta maravilha do antigo chef da Fortaleza do Guincho, não vai querer outra coisa.

Neste livro, não temos apenas as receitas que os filhos dos chefs gostam. Temos também aquelas que eles não gostam. É o caso do Bacalhau à Brás a que a filha do chef Pedro Limão, do Porto, torce sempre o nariz. É verdade! Só que, depois de torcer o nariz, começa por comer as azeitonas, depois o bacalhau e, no fim, está o prato rapado até à última migalha.

Agora temos de fazer uma pausa solene. Um arroz de cabrito a acompanhar perna e pá assada é um dos meus pratos preferidos e merece todo o nosso respeito. Foi por isso que eu babei quando li, pela primeira vez, esta receita deslumbrante do chef Rui Paula. O dono do Doc e do Dop, no Porto, costuma fazer esta delícia quando recebe amigos em casa. E eu era capaz de pôr a minha máscara da Casa de Papel só para lá ir provar esta beleza.

73011456_2324532304526250_3331769464818499584_o.jp

Desde que viveu três anos em Espanha que Vasco Coelho dos Santos é um fã de paella valenciana. Desde então, tem vindo a aprimorar os temperos e todos os detalhes do prato até chegar a esta receita que partilhou connosco. Sempre que tem amigos a almoçar em casa, o chef do Euskalduna e do Semea, no Porto, gosta de se sentar na sua varanda e servir este fabuloso arroz de choco e molho aioli.

Como vê, não faltam razões para vir ter connosco amanhã, dia 14, das 21h às 22h, a esta página de Facebook, para conhecer todas estas maravilhas, além das 99 receitas mais lidas no blog ao longo dos últimos anos. E ainda tem mais uma razão para vir: se comprar o nosso livro, durante esta sessão de lançamento online, no link que vamos partilhar, tem 10% de desconto e recebe o seu exemplar autografado por nós. 

 

Óptimas leituras para si onde quer que as receitas estejam,

Ele

 

fotos: paulo barata; d.r.

 

Powered by Blogger.